Pastor Ludomilo demite os advogados fornecidos pela Igreja Universal e o Governo

Partilhar é ajudar!

[Total: 1   Average: 5/5]




O pastor na preso na Costa de Marfim demitiu os advogados fornecido pela Igreja Universal e o Governo de São Tomé e Príncipe que o defendiam no caso de difamação a Igreja Universal.

Conforme avançou o jornal STP-PRESS governo são-tomense acaba de informar que o pastor Ludomilo Veloso  recusou esta quinta-feira o advogado que o defendia no processo judicial no Tribunal Costa do Marfim, por esse motivo foi suspensa a audiência que lhe colocaria em liberdade total e consequente regresso à São-Tomé.

Wuando Castro, O ministro da Presidência e Conselho de Ministros disse esta tarde que “na audiência desta quinta-feira, 14, por questões formais que tinham de passar por juiz, para “espanto de toda gente o pastor Ludomilo disse que já não gostaria se ser representado pelo advogado que estava acompanha-lo e que foi patrocinado pela Igreja e pelo governo e que teria então a necessidade de nomear um novo advogado”.




A nova audiência foi marcada para dia 27 deste mês, quando o referido pastor deverá apresentar um novo advogado que o represente.

Aguardamos ansiosamente a explicação do antigo pastor da IURD.

Partilhar é ajudar!