Instituto Superior de Engenharia de Coimbra vai formar professores da universidade de São Tomé.

Partilhar é ajudar!

[Total: 1   Average: 5/5]




Em declarações à agência Lusa, Mário Velindro explicou que as primeiras ações deverão começar em outubro, no âmbito de um protocolo de cooperação celebrado entre o instituto e a universidade.

Segundo Mário Velindro, a Universidade de São Tomé e Príncipe “tem necessidade de qualificar docentes, porque alguns não têm o mestrado concluído e outros não o iniciaram”.

A estes professores, que serão “entre 25 e 30”, será dada formação avançada em várias áreas de engenharia, nomeadamente civil, eletrónica, mecânica e informática, tanto em Coimbra como em São Tomé.




O responsável referiu que, como a Universidade de São Tomé e Príncipe “tem uma ligação forte à Agência Nacional do Petróleo e, em 2021, pensa-se que sejam abertos os primeiros poços na fronteira comum”, serão também dadas formações específicas para profissionais da indústria do petróleo.

“Estão a antever o futuro e querem começar a preparar técnicos que deem resposta às necessidades”, criando assim oportunidades de trabalho para alguma mão-de-obra local, frisou.

O protocolo tem como objetivo “desenvolver uma ampla e eficaz colaboração em temas de interesse comum, tendo como particular enfoque o processo de transmissão de conhecimento em matérias da competência de ambas as partes”.

Última Hora: Jovem que agrediu a ex-companheira é morto na posse das autoridades.
Última Hora: Jovem que agrediu a ex-companheira é morto na posse das autoridades.

Notícia em desenvolvimento.

O que o Evaristo Carvalho tem  e que todos querem?
O que o Evaristo Carvalho tem e que todos querem?

Este ano a população de São Tomé e Príncipe v…

Médicos recusam fazer exame que comprovam a violação da menina de 5 anos em São Tomé.
Médicos recusam fazer exame que comprovam a violação da menina de 5 anos em São Tomé.

Sem um exame médico que comprove a violação, n…

Notícia completa em RTP Notícias

Partilhar é ajudar!