Deputados do ADI abandonam o parlamento. Será A. Ramos mais importante do que os problemas do país?

Partilhar é ajudar!

[Total: 1   Average: 5/5]



Os deputados da bancada do ADI na oposição, decidiram esta manhã abandonar a sessão plenária.

Abnilde Oliveira líder da bancada parlamentar da ADI, explicou que o abandono da sessão plenária, é um protesto de solidariedade para com o militante do partido e ex-ministro das finanças, Américo Ramos. A sua detenção é considerada pela ADI, como ilegal e com fins meramente políticos.


O abandono dos deputados do ADI à plenária foi duramente criticado por outras bancadas, designadamente, a do MLSTP-PSD, a Coligação PCD-MDFM-UDD que qualificaram de uma atitude em desrespeito aos princípios de separação dos poderes.

Face a detenção em Abril última do ex-ministro das Finanças, o Presidente da República, Evaristo Carvalho, numa mensagem à Nação teceu duras críticas e acusações contra Governo, que por sua vez, através do Primeiro-Ministro, Jorge Bom Jesus fez defesa e lançou contra-ataques, tendo ambos depois chegado a um entendimento sobre o caso.


Esta ação surge após a decisão do poder judicial(Supremo Tribunal de Justiça), que no seu acórdão mostrou com base na lei, que a detenção e a condução do arguido para a prisão preventiva, foi um acto legal, negando assim o pedido de Habeas Corpus ao Ex Ministro e militante do partido ADI.

O único problema nesta história é que o maior partido de oposição do país, com 25 dos 55 deputados na assembleia, vira as costas ao país por causa de um proteste. Pois abandonar uma sessão plenária onde se discute o futuro do país, é viras as costas a assuntos de interesse público.


Será Américo Ramos mais importante do que os mais de 200 Mil habitantes de São Tomé e Principe que contam com o trabalho do grupo parlamentar do ADI?

Partilhar é ajudar!