O primeiro ministro que não concorreu as eleições.

Partilhar é ajudar!

[Total: 0   Average: 0/5]

Olinto Daio, actual ministro da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação de São Tomé e Príncipe, é o nome indicado pelo partido vencedor das eleições legislativas ADI para assumir o cargo de primeiro-ministro do 16º Governo Constitucional, apurou a VOA junto de fontes daquele partido.

O Presidente da República, Evaristo Carvalho, inicia na quinta-feira, 22, após a constituição da nova Assembleia Nacional, consultas com os partidos políticos com vista a nomeação do governo.



Por outro lado, a VOA também apurou que já foram apresentadas duas candidaturas para o cargo de presidente da Assembleia Nacional, cuja constituição está marcada para esta quinta-feira.

Delfim Neves concorre pela coligação PCD-MDFM-UDD e Carlos Correia, actual presidente do conselho de Administração da Assembleia Nacional, é candidato da ADI.


Há ainda dois nomes a concorrerem para a vice-presidência da Assembleia Nacional,Guilherme Octaviano, do MLSTP-PSD, e Levy Nazaré da ADI.

O candidato

Olinto Daio é mestre em Teologia Pastoral pela Universidade Católica de Portugal.

Foi padre e docente em vários estabelecimentos de ensino em São Tomé, após largos anos ao serviço da Igreja Católica em Angola.


Em 2006 teve a sua primeira experiência política como secretário-geral do XI Governo de São Tomé e Príncipe, cargo que exerceu durante dois anos, até ser chamado para as funções de administrador e presidente do Instituto Nacional de Inovação e Conhecimento.

Em 2010 entrou para o Governo ocupando a pasta de Ministro da Educação e Formação, cargo que exerceu até Novembro de 2012, altura em que o Executivo liderado por Patrice Trovoada foi derrubado no Parlamento.

Com o regresso ao poder do partido Ação Democrática Independente em novembro de 2014, Olinto Daio também regressa como ministro da educação cultura e ciência.

Em 2016 na sequência de uma remodelação governamental, o seu Ministério passou também a assumir a tutela da Comunicação Social.

Fonte: VOA

Partilhar é ajudar!