ADI pretende implementar sistema pré-pago de energia em São Tomé e Príncipe. Vantagem e desvantagem

Partilhar é ajudar!

[Total: 0   Average: 0/5]

O Presidente do partido Ação Democrática Independente (ADI) no seu discurso aos seus militantes indicou que uma das propostas do seu governo é transformação o sistema elétrico do país num sistema pré-pago. Primeiro paga e depois consome.

CONCEITO DE SISTEMA PRÉ-PAGO DE ENERGIA
O sistema de pré-pagamento de energia elétrica é semelhante ao usado nos
sistemas de telecomunicações, onde o consumidor compra crédito de energia em pontos de venda e utiliza dessa energia
até que os créditos se esgotem.
O sistema pré-pago de energia é basicamente dividido entre:


Unidade consumidora:

consumidor que fará o uso da energia elétrica.

Esse consumidor terá um terminal em sua residência para colocar os créditos.

 Pontos de venda: Locais onde serão vendidos os créditos de energia. Esses locais podem ser físicos (supermercados, posto de gasolina, lotéricas, etc.) ou
virtuais (internet, telemóvel e etc.). As concessionárias têm custo com estruturas
desses pontos de venda e comissões devem ser pagas para que o serviço
seja realizado.

 Central de processamento: possui a função de armazenar os dados referentes a cada unidade consumidora, através da criação de um registo individual. Além disso, essa central administra os estabelecimentos credenciados (pontos de venda), a geração de crédito (tarifação) para os pontos de venda e os registros de venda de créditos.


O sistema pré-pago tem uma forma mais simples de tarifação , primeiro há a criação da conta, então o pagamento dos créditos de energia e a concessionária
recolhe os pagamentos. É fornecida a energia e caso o consumidor não compre
mais créditos de energia, tem um corte no fornecimento . Porém, este corte é o grande entrave desse sistema, pois assim, o sistema fica pouco atraente para os usuários. Para isso, precisam de alguns meio para contornar esse problema.

VANTAGENS PARA O CONSUMIDOR


 Maior flexibilidade: o consumidor pode escolher quando e quanto comprar de
créditos de energia.

 Melhor administração do consumo: o consumidor tem maior noção de quanto
gasta de energia e em alguns casos pode ver seu consumo de energia quase que em tempo real, evita as surpresas
causadas pelas contas de luz no final do mês.

 A tecnologia do pré-pagamento mantém o consumidor continuamente atualizado sobre o status da sua conta e proporciona flexibilidade para pagar pelo consumo da forma que melhor se enquadrar com o seu perfil, ajudando no orçamento.

 Subsidio do governo: consumidores de baixa renda ganham do governo certa
quantidade de energia elétrica da fatura mensal de energia elétrica convencional.

 Evita erros de leituras.

VANTAGENS PARA A EMAE


 Eliminação dos serviços de cortes e religamentos: Os cortes e religamentos serão feitos de forma automática caso o consumidor não possua mais
créditos.

 Redução de custos de operação, financeiros e de fraudes: A concessionária não mais precisará dos funcionários que fazem a leitura dos medidores de
energia, não terá a necessidade de enviar as contas de luz para as
residências. Também diminuirá o número de fraudes , uma vez que a maioria das residências com fraudes serão as beneficiadas com o subsidio do
GOVERNO.



 Incentivo a utilização racional e eficiente da energia elétrica
consequentemente adiamento dos investimentos em infraestrutura de distribuição e geração de energia elétrica.

 Oferece um mecanismo político que permite evitar a exclusão social.

 Reduz o desgaste entre consumidor e concessionária.

 Forma de pagamento: a concessionária recebe o pagamento a vista, antes de
o consumidor utilizar o serviço. Ao contrário do sistema convencional.

 Não há a necessidade de se enviar alguém para Fazer leituras

DESVANTAGENS PARA O CONSUMIDOR


 Preço: nos países que usam o sistema pré-pago, geralmente os preços das
tarifas são maiores que os da tarifa convencional apesar de grandes reduções de custos de operação e financeiro.

 Consumidores terão cortes de energia com maior facilidade.

 Tempo e custo com deslocamento até o local de recarga.

DESVANTAGENS PARA A EMAE



 Custo elevado dos medidores: os medidores do sistema pré-pago são mais caros do que o do sistema convencional, pois exige um pouco mais de tecnologia.

 Elevado custo médio de manutenção.

 Investimento em pontos de venda: as concessionárias têm a necessidade de fazer investimentos em pontos de venda e precisarão pagar comissão para que esse serviço seja feito.

 Vida útil dos medidores pré-pagos de 10 a 15 anos.

EXPERIÊNCIAS INTERNACIONAIS

O sistema pré-pago de energia é utilizado em alguns muitos países, tais como
Irlanda do Norte, África do Sul, Moçambique, Argentina entre diversos outros. Serão abordados alguns deles focando em diferenciais de regulamentações e métodos usados para evitar o desligamento automático, principal empecilho na implantação do sistema pré-pago.

Grã-Bretanha

A Grã-Bretanha é a pioneira em uso de energia elétrica pré-paga, e utiliza desse sistema até hoje.
Em 2009, das cerca de 27 milhões de residências, havia aproximadamente
3,6 milhões de medidores pré-pagos de energia elétrica (14%), na sua maioria key
meters. As distribuidoras podem ou não fornecer créditos de emergência. Geralmente
fornecem cinco libras.

Irlanda do Norte

A Irlanda do Norte tem um sistema mais avançado no sistema pré-pago de
energia, e sua principal diferença está em seu medidor que é chamado de keypad
meter que em seu medidor está acoplado um teclado numérico que é usado para colocar créditos. O consumidor compra os créditos e digita 16 dígitos para ativá-los.


Com esse medidor evita-se o problema de perdas e danos nos cartões.
Os consumidores do sistema pré-pago estão crescendo na Irlanda do Norte e isso se deve a basicamente três fatores:

 Os consumidores do sistema pré-pago pagam cerca de 2% a menos na tarifa
comparado aos usuários do sistema convencional. Isso se deve ao fato de que nesse sistema há uma redução de inadimplente, o custo de leitura dos medidores é zero, custos para o gerenciamento de contas também é reduzido.

 O sistema de medição do sistema da Irlanda do Norte facilita muito para creditar energia. Em seu sistema, pode-se colocar crédito por internet e
Telemóvel , o que atrai muito mais clientes, uma vez que não necessitam sair de suas residências para comprar os créditos de energia.

 Os consumidores não podem ser desconectados da rede entre as 16:00 e 8:00 se não tiverem crédito.

Partilhar é ajudar!